Quais as Caracteristicas?

o

o

Não existe uma característica que por si só possa determinar o autismo mas sim um conjunto de dificuldades nos três domínios que caracterizam o autismo.

o

  • Os problemas de interacção social: são as características mais evidentes do autismo. Normalmente as crianças  com autismo não respondem quando as chamam pelo nome e evitam muitas vezes o contacto ocular. Têm dificuldade em compreender as pessoas, os gestos, o tom de voz ou a expressão facial e emoções. Parecem inconscientes dos sentimentos dos outros e do impacto negativo dos seus comportamentos nos outros. Certas pessoas com autismo têm, por vezes, tendência à agressividade sobretudo quando estão num ambiente estranho ou perturbador, ou quando estão zangadas, frustradas ou sob o efeito da sua hipersensibilidade aos estímulos.

o

  • Os problemas de comunicação: mais de metade das pessoas com autismo não falarão durante toda a sua vida. As que falam começam a falar tardiamente e referem-se a si próprias utilizando o seu nome em vez de utilizarem o “eu”. Utilizam a linguagem de maneira pouco comum. Algumas usam apenas uma palavra, outras repetem a mesma frase em qualquer situação. Podem falar de uma forma cantada e monocórdica a propósito de um número restrito dos seus temas favoritos, sem se preocuparem com o interesse da pessoa com quem falam. Independentemente da sua capacidade de falar, todas as pessoas com autismo têm problemas em compreender o sentido da comunicação.

o

  • Problemas de comportamento: Ainda que as pessoas com autismo tenham a maior parte das vezes aparência física normal e bom controlo muscular, grande parte delas tem movimentos bizarros e repetitivos tais como balançar-se, tocar nos cabelos, ou comportamentos auto-agressivos tais como morder-se ou bater com a cabeça. Estes comportamentos derivam muitas vezes das suas dificuldades de comunicação ou de problemas em compreender o significado social dos comportamentos ou resultam ainda de uma sensibilidade exagerada a certos estímulos sentidos como penosos. A sensibilidade fora de comum ao tacto pode contribuir para a resistência às carícias. Certas pessoas com autismo tendem a repetir as mesmas actividades sem parar. Uma pequena mudança na rotina pode ser particularmente perturbadora. As crianças com autismo raramente brincam ao “faz de conta” ou seja têm dificuldade no jogo imaginativo ou no jogo simbólico.

o

o

________________________________

o

As características de uma criança com autismo manifestam-se desde o seu nascimento. É a partir de uma atenção cuidada a estas e um alerta por parte dos responsáveis pela criança que ela se pode diagnosticar o mais cedo possível, o que pode ser feito de acordo com as características que estas crianças demonstram em faixas etárias distintas.

Os pais costumam descrever as crianças como “estranhas”, já que raramente choram, não reagem à companhia materna e, aparentemente, não necessitam de estimulação, sendo tidas como “crianças sossegadas”. No entanto, as manifestações podem dar-se no sentido inverso, e as crianças se mostrarem irritáveis, reagindo de forma exagerada a qualquer estímulo.

São apresentados, seguidamente, breves tópicos referentes a sintomas que podem surgir em cada idade do desenvolvimento da criança (com base em Manuela Cunha Pereira) e que podem ser encarados como ferramentas úteis para um diagnóstico precoce e uma intervenção posterior eficaz.

o

Dos 0 aos 6 meses, a criança:

  • Não solicita ou pede atenção frequentemente;
  • É indiferente perante a presença ou ausência da mãe, nomeadamente à voze face desta e à troca de olhares com ela;
  • Não responde aos sorrisos;
  • Não apresenta movimentos antecipatórios por levantar os braços;
  • Mostra indiferença por objectos, como brinquedos, que as outras crianças gostam;
  • Reage exageradamente aos sons (telefones, apitos, gritos, vozes,…)
  • As vocalizações iniciais podem não surgir ou estarem sensivelmente atrasadas, não havendo propensão para palrar.

o

Já dos 6 aos 12 meses, as características que a criança pode exibir são:

  • Recusa a introdução de alimentos sólidos na sua dieta;
  • Demonstra dificuldades em sentar-se ou gatinhar (ocasionalmente pode estar adiantada nestes processos);
  • Não é uma criança afectuosa e não demonstra interesse pelo outro;
  • Não tem medo de pessoas estranhas;
  • Não bate palmas;
  • Tem dificuldade em articular algumas palavras simples;
  • Não olha nem aponta para os objectos (mostra desinteresse).

o

Entre aproximadamente os 2 e os 3 anos, a criança deixa transparecer outros sintomas como:

  • Mostra interesse pela estimulação de áreas específicas (por exemplo, os sons).
  • Observa atentamente e de forma muito próxima objectos em movimento;
  • Os membros, particularmente as mãos, passam a apresentar maneirismos variados;
  • A observação dos próprios dedos torna-se constante e repetitiva;
  • Sacode vigorosamente as mãos e/ou os dedos como se estivesse a escrever num teclado;
  • Mostra pouco ou nenhum interesse pelos brinquedos, manuseando-os de forma estranha;
  • A imaginação está pouco desenvolvida ou até mesmo ausente;
  • Revela desinteresse pelo contacto inter-pessoal;
  • Quando quer algo, não pede, move a mão da pessoa e usa-a para alcançar o objecto desejado.

o

Por volta dos 6 anos e até à adolescência, o indivíduo autista manifesta características como:

  • O relacionamento com as pessoas continua a ser deficiente e problemático;
  • A linguagem continua a ser muito limitada;
  • Melhorou as respostas a estímulos sensoriais mas continua muitas vezes absorto a sensações;
  • Revela dificuldades de abstracção;
  • Persiste no não envolvimento emocional;
  • A afectividade permanece ausente, continuando alheio e emocionalmente distante;
  • Comunica de forma desconexa e irrelevante, muitas vezes;
  • Pode ser impulsiva, ou com pouco auto-controle.

o

Em resumo, uma forma simples, mas não validada, de identificar o autismo numa criança é através da observação de alguns comportamentos estereotipados, tais como:

  • Dificuldades na aquisição de linguagem;
  • Ecolália;
  • Age como se fosse surda;
  • Não responde ao seu nome;
  • Não obedece nem segue instruções;
  • Não interage com as outras crianças;
  • Tem uma obsessão por determinados objectos;
  • Gira objectos de forma bizarra e peculiar;
  • Evita o contacto visual;
  • Não demonstra interesse por jogos ou não os usa adequadamente;
  • Resiste à aprendizagem e à mudança;
  • Resiste ao contacto físico (não gosta que lhe toquem ou que a abracem);
  • Não demonstra medo por perigos reais;
  • Pede as coisas, pegando na mão de alguém;
  • Gira sobre si mesma;
  • Caminha sobre as pontas dos pés;
  • Não suporta determinados sons e luzes;
  • É hiperactiva ou extremamente passiva;
  • É agressiva e/ou auto-agressiva;
  • Ri-se sem razão aparente;
  • Tem problemas com a alimentação, nomeadamente por fazer uma selecção cuidadosa de alimentos e ter dificuldades de mastigação;
  • Tem problemas de sono: particularmente antes dos 8 anos, gritam ou permanecem acordadas, por longos períodos, durante a noite
  • Tem comportamentos repetitivos

o

Por último, surge-nos a fase adulta, em que, de uma maneira geral, as deficiências intelectuais se tornam mais avançadas. O adulto com autismo comporta-se de forma estranha, apresentando dificuldades no relacionamento em sociedade e com os outros. Todavia, dependendo do grau de comprometimento que a deficiência confere ao indivíduo, este pode aprender os padrões de conduta ditos “normais” e exercer a sua cidadania, integrando-se satisfatoriamente no meio envolvente.

Anúncios

One response

24 05 2010
elisabete

Muito simples e completo! Parabéns

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: